Cenários político e econômico são pauta em encontro com especialistas

Na perspectiva dos analistas, em 2022 será preciso paciência e visão de longo prazo




O atual cenário econômico brasileiro, a eleição presidencial, a macro economia mundial e como tudo isso pode afetar os investimentos no país nos próximos 24 meses foram os principais pontos apresentados no painel “Perspectivas 2022 - O ano projetado por especialistas do mercado financeiro”, em São Paulo.


O encontro reuniu três especialistas do mercado financeiro com foco em investimentos na noite da última quarta-feira (16), no Clube Monte Líbano, na região de Moema. O evento híbrido contou com a participação de mais de 170 pessoas e foi transmitido pelo YouTube e Instagram. O painel está disponível para o público.


Participaram do encontro o analista político e estrategista macro da XP Investimentos, Victor Scalet, o CEO da AZ Quest Investimentos, Walter Maciel, e o sócio da WFlow Investimentos, Paulo Saad. No final da apresentação, o público participou com perguntas e apresentou opiniões e dúvidas sobre o rumo da economia e os principais desafios para o crescimento do país.


Paulo Saad, da WFlow Investimentos – escritório Private credenciado a XP Investimentos, disse que esse tipo de debate é importantíssimo para que os investidores estejam cientes das oportunidades que podem encontrar ao investir mesmo num momento em que o pessimismo gera insegurança, medo ou receio de grandes aportes. “É preciso sempre ter cautela e evitar decisões precipitadas. Jamais devemos esquecer que o mercado tem a característica de volatilidade”, disse.


Não à tôa Saad lembrou que o ano passado chegou ao fim com uma queda de 12% para o Ibovespa, com várias empresas revisando suas projeções para 2022 para baixo nos últimos meses em meio ao cenário de aperto monetário não somente no Brasil, mas em outros países.


“Teremos boas oportunidades para 2022. A Bolsa brasileira continuará ‘barata’ excluindo commodities, em relação à Renda Fixa e no relativo contra outras Bolsas. Para o investidor com paciência e visão de longo prazo, esses momentos de turbulência e incertezas tendem a ser os melhores para investir”, disse.


O CEO da Az Quest Investimentos, Walter Maciel, acredita que esse ano será melhor do que todo mundo esperava no final de 2021. “A gente andou muito pessimista e ao longo dos meses vamos descobrir que o cenário não vai ser tão ruim e, provavelmente, 2023 será um ano muito bom para investimentos. “É um período de transição com as eleições chegando. Teremos 100% de certeza sobre o cenário econômico somente depois da escolha do presidente do país e, por consequência, a definição do nome que estará à frente do Banco Central”, disse.


O analista político e estrategista macro da XP Investimentos, Victor Scalet, disse que cautela é a palavra-chave para o setor. “Nesse momento temos uma taxa de juros que está em alta e vemos oportunidades mais evidentes tanto no setor de Renda Fixa quanto para moedas. Para a Bolsa, eu acredito que é uma questão de escolher papéis, setores e o que ela pode oferecer. O meu principal recado é que o investidor tenha bastante tranquilidade, mantenha o foco a médio e longo prazo”, disse.


Para acessar o painel “Perspectivas 2022 - O ano projetado por especialistas do mercado financeiro” CLIQUE AQUI.





0 comentário