Com ESG, investidor tem seu aporte atrelado a impactos positivos

No Dia Mundial da Água, entenda a importância de práticas ESG para o planeta e, claro, para os investimentos


Em meio a tantas siglas no mundo da economia, uma ganha destaque pela relevância no mercado financeiro: ESG (Environmental, Social and Governance). Do inglês, o termo significa Ambiental, Social e Governança e assegura as boas práticas implementadas pelas empresas de capital aberto para o desenvolvimento sustentável, duradouro e transparente de seus negócios para os investidores.


No Dia Mundial da Água, comemorado nesta terça-feira (22), vamos entender o conceito ESG para o reconhecimento de ações ligadas para a preservação do meio ambiente, o desenvolvimento de políticas sustentáveis em todos os processos e como essas iniciativas são vistas e analisadas pelo mercado financeiro para as tomadas de decisões de investidores em todo o mundo.


“Em outras palavras, o conceito ESG é utilizado para medir e descrever o quanto uma empresa desenvolve formas de reduzir os impactos de sua produção no meio ambiente, se envolve com questões da comunidade e promove práticas administrativas positivas”, explicou Paulo Saad, sócio da WFlow, empresa especializada em investimentos e credenciada à XP Investimentos.

Segundo ele, os três pontos do ESG passaram a ser fundamentais nas análises de riscos e nas tomadas de decisões dos investidores. Sem essa responsabilidade e prática, gestoras e fundos de investimentos passam a aportar menos em empresas que não se preocupam com a sustentabilidade.



“O mercado internacional exige cada vez mais empresas com gestão que prezam por valores humanos e sociais. Com isso, o investidor tem seu recurso atrelado a impactos positivos”, disse.


Saad explicou que os investimentos em ESG seguem diretrizes e práticas relacionadas ao trabalho de governança e compliance. Geralmente, a empresa adapta seus processos para atuar com mais transparência, por exemplo. “A mudança de postura pode ser, por exemplo, a divulgação periódica de resultados financeiros para que investidores e o mercado tenham uma visão mais completa do que acontece. Com isso, a empresa passa a ganhar mais confiança e consequentemente mais investidores”, afirmou.


Poder acompanhar o desempenho da empresa é um diferencial para o investidor que está sempre em busca de melhores resultados e mais segurança. “Estamos vivendo uma mudança estrutural em que os investidores não visam somente lucro. Quem gostaria de investir em uma empresa que não se esforça para reduzir seu impacto no meio ambiente ou não se importa com o bem-estar da sociedade?”, finalizou.

0 comentário