Cooperemb projeta futuro com alta performance no cooperativismo

Atualizado: 4 de mai.

Nova Diretoria Executiva da Cooperativa dos Empregados da Embraer tem a missão de torná-la a principal instituição financeira dos associados


A Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da Embraer completou 48 anos e para comemorar as oportunidades oferecidas a seus associados por meio do cooperativismo, a instituição deu início a um novo capítulo de sua história projetando o futuro de uma das cooperativas mais sólidas do Estado de São Paulo.

O Sicoob Cooperemb está sob o comando de uma nova Diretoria Executiva. Emerson Leite, cooperado há 22 anos e que atua na cooperativa há 10 anos, assumiu o cargo de diretor-presidente com o desafio de torná-la a principal instituição financeira de seus 17.514 cooperados.

Em seu plano de gestão estão previstas ações para que a instituição acompanhe as mudanças tecnológicas na mesma velocidade do mercado, a criação de novos negócios e serviços, a expansão de postos e agências de atendimentos para outras cidades do interior e o fortalecimento do trabalho social. Emerson é o diretor-presidente mais jovem na história dos 48 anos da cooperativa, já trazendo consigo a conexão com o futuro.


“Tenho a responsabilidade de fazer o link entre a história da cooperativa e a solidez dos negócios para um futuro promissor, tecnológico e com alta performance em seus produtos e serviços. O conhecimento e a experiência acumulados no cooperativismo ao longo dos anos vão contribuir para a realização do trabalho e dos novos desafios. Queremos que o cooperativismo influencie positivamente a vida financeira de nossos associados cada vez mais”, disse.

Outro desafio à sua frente estão a concorrência de serviços e produtos comercializados pelos tradicionais bancos brasileiros. “A gente está numa época com bastante fintechs e bancos eletrônicos, além da falsa impressão de que a cooperativa tem menos concorrência, o que não é verdade. Hoje, você tem a realidade como Open Banking, metaverso, computador quântico, criptomoedas e diversas outras opções onde precisamos nos atualizar rapidamente, além das exigências de fiscalização e normalização do Banco Central e das instituições que nos supervisionam, justamente para garantir maior solidez do mundo corporativo e financeiro”, afirmou.

Para entender o futuro promissor basta passear pelo passado da Cooperemb. Do sonho de um pequeno grupo de funcionários da Embraer, em 1974 nasceu a cooperativa com o propósito de oferecer apoio mútuo através de empréstimos com taxas mais justas e com objetivo de atrair cada vez mais cooperados para a captação de recursos financeiros a fim de aumentar o capital de giro para empréstimos e oferecer remuneração mais competitiva para quem quer aplicar.

“Quando cheguei para conhecer a cooperativa lembro que era um ‘pequeno espaço’, que ficava no F-91 na Unidade Embraer Ozires Silva, com poucas pessoas e funcionários. O próprio diretor e o pessoal do administrativo realizava os atendimentos. Só tinha capital para empréstimo e às vezes campanha de capitalização, que era algo pequeno, mas muito importante para os funcionários da Embraer”, afirmou.

De lá pra cá, Emerson alcançou diversas conquistas como cooperado através do apoio da cooperativa. “Me ajudou muito na construção da minha casa, consegui comprar um carro, fiz viagens, pagamento de contas e até o complemento para adquirir um carro de presente para a minha mãe com empréstimo de dinheiro feito na cooperativa, e além do mais as sobras sempre são um alivio na época de início de ano quando temos tantas contas para pagar", disse.

A narrativa do Sicoob Cooperemb também se confunde com a história da funcionária Sandra Heloísa Machado, de São José dos Campos, que está conosco há 36 anos, quando ela decidiu trocar o emprego que tinha num tradicional banco para trabalhar no setor de atendimento ao cooperado.

“Fiquei encantada com o cooperativismo pelo atendimento humanizado, a valorização de pessoas e o forte compromisso com seus cooperados e comunidade. Nesse tempo todo muitas mudanças aconteceram, mas estamos em constante evolução, sem perder o foco e sempre pensando no melhor para o nosso cooperado em resultados, produtos e serviços. Me sinto orgulhosa em poder fazer parte do ‘Grupo Cooperemb’”, disse.

Orgulho como sente o presidente do conselho de administração da instituição, Wilson Gonçalves Lopes. Aos 24 anos, ele e a família deixaram Botucatu para vir trabalhar na Embraer, no Vale do Paraíba. Logo quando chegou em São José, ele se associou à cooperativa na busca de oportunidades para a realização de seus objetivos.

“Vim para São José com minha esposa e filho. Como todo casal novo, nós pagávamos aluguel, mas o sonho de ter a casa própria foi ganhando força. Procurei a cooperativa para me tornar sócio. Lembro até hoje, nós economizávamos bastante e com a ajuda da Cooperemb, conseguimos comprar um terreno”, disse.

Além de São José, o Sicoob Cooperemb possui postos e agências de atendimento em Guaratinguetá, Taubaté, Pindamonhangaba, Campinas, Botucatu, Mogi das Cruzes, Sorocaba, Araraquara e Gavião Peixoto. “Passamos de uma média de 20 funcionários para quase 80 colaboradores. Com isso, conseguimos ampliar o leque de serviços e produtos da cooperativa, melhorar os benefícios e vantagens para os associados”, finalizou.

0 comentário