Dividir a escova de dente com outra pessoa coloca a saúde bucal em risco

Hábito causa doenças como a gengivite e a periodontite, alerta especialista

Se você tem o costume de compartilhar a escova de dente com outra pessoa saiba que é preciso parar com esse costume imediatamente.


O alerta para o risco de transmissão de bactérias e o desenvolvimento de doenças bucais ganhou destaque depois de o Brasil acompanhar a história do casal de namorados do BBB, Lucas e Eslovênia, dividir a mesma ferramenta para higienizar a boca.


O brother, de 31 anos, de Vila Velha (ES), permitiu a sister Eslo usar sua escova de dente durante a madrugada de quarta (23), depois da festa do líder. A cena chamou a atenção e ganhou as redes sociais na última semana. Afinal, compartilhar a ferramenta de higiene pessoal pode desencadear sérios riscos para a saúde.


Quem faz o alerta é a ortodontista Jessica Gomes Salomão, da Orthopride de Caçapava e Pindamonhangaba. Segundo a especialista, quando você empresta a escova promove uma infecção cruzada, ou seja, ocorre a transmissão de bactérias e a pessoa pode desencadear gengivite ou uma periodontite, por exemplo.


“Outras doenças que podem ser transmitidas através do compartilhamento da escova de dente são gripe, resfriado, hepatite, mononucleose e outras como o vírus da herpes. Quando o paciente está com esse vírus ativo, muitas lesões costumam aparecer nos lábios, e se a escova encostar no local, se torna uma área contaminada”, disse.


Jéssica também explicou que pais e filhos também não devem fazer o uso compartilhado da escova, pois as crianças não possuem a mesma resposta imunológica se comparada a um adulto. “É um hábito muito comum nas famílias e pode causar sérios problemas par a criança”, contou

Outra participante do BBB que ficou incomodada foi Jessilane. A sister ficou indignada ao se deparar com o banheiro sujo e ver as escovas de dente de todos os moradores da casa misturadas no mesmo espaço. “Uma dica importante é não deixar a escova em um ‘potinho’ aberto no ambiente. O banheiro é um espaço onde há muitas bactérias. Além de problemas na saúde bucal, essas bactérias podem chegar à corrente circulatória e prejudicar outros sistemas, como o respiratório e o digestivo”, afirmou.


Por isso, é importante guardar a escova em capas protetoras ou deixar em um armário limpo, de modo que não fique exposta. “Existe um detalhe que as pessoas esquecem. Antes de fazer a limpeza na boca é preciso lavar as mãos antes. Isso diminui os riscos de contrair bactérias e vale lembrar aquela velha regra de fazer a troca da escova de três em três meses”, concluiu.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo