Especialista dá dicas para não cair em golpe financeiro

Escândalos como o do ‘Sheik do Bitcoin’, em São José, tem sido cada vez mais comum; é preciso redobrar a atenção aos pontos e mecanismos de defesa para evitar cair numa fraude financeira



Na última semana a imprensa regional foi tomada pela notícia da apreensão de carros de luxo durante uma operação da Polícia Civil, que investiga estelionato e lavagem de dinheiro, em duas cidades do interior de São Paulo. Um dos veículos está avaliado em mais de R$ 2 milhões. A apreensão ocorreu em dois endereços ligados a um empresário conhecido como o ‘Sheik do Bitcoin’ em São José dos Campos.


Fatos escandalosos como o do ‘Sheik do Bitcoin’ tem sido cada vez mais comuns nas páginas policiais da imprensa. Para os investidores, é preciso redobrar a atenção aos pontos e mecanismos de defesa para evitar cair numa fraude financeira.


“Se temos promessas de lucros surreais com retornos altíssimos e em intervalos curtos, a chance de ser golpe é grande. As fraudes financeiras no esquema de pirâmide são antigas, mas continuam surgindo no mercado de forma nova e, com o fácil acesso à internet ganha força e velocidade”, disse o sócio e assessor de investimentos da Monte Bravo de São José dos Campos, Breno Andrade.


Segundo o especialista do mercado financeiro, a promessa de enriquecer pode até parecer tentadora, porém participar ou fundar um esquema de pirâmide é crime contra a economia popular. “Propor a oferta de ganhos elevados e rápidos com pagamento de comissões excessivas, acima das receitas advindas de vendas de bens reais e não sustentabilidade do modelo de negócio desenvolvido pela organização é crime. Existem indícios que podem servir de alerta aos investidores que estão diante de uma possível fraude”, disse.


Andrade explicou que no primeiro momento é preciso desconfiar de discursos que prometem dinheiro fácil, o famoso “risco zero” e a exigência de depósitos em contas correntes de diferente titularidade. “É importante ligar o sinal de alerta para qualquer promessa de retornos elevados sem riscos – ou com riscos muito baixos – em um intervalo de tempo curto, além da garantia de fluxos constantes de rendimentos. Esses são os primeiros sinais evidentes de que você está diante de uma fraude”, afirmou.


Listamos cinco pontos importantes que podem ser identificados em um golpe de pirâmide e que podem ser usados por pessoas que estão em dúvida frente a uma oportunidade imperdível, são eles:


1. Estereótipos de sucesso – A imagem é sempre de um investidor bem-sucedido, milionário e com supostos métodos de sucesso financeiro comprovados, uma tática amplamente utilizada para recrutar novos membros.


2. O viés de especialização – Os golpistas se apresentam sempre como grandes especialistas e afirmam que não enriqueceram de uma hora para outra, defendendo sempre uma metodologia própria para acumular riquezas.


3. É por tempo limitado – Para atrair novos participantes, os fraudadores costumam vender a ideia de que aquele investimento é valioso, exclusivo e uma possibilidade única de conseguir altos retornos – e, portanto, uma oportunidade que não deve ser desperdiçada.


4. É preciso investigar o histórico da empresa.


5. Traga a família e os amigos – Um dos principais sinais de que você pode estar diante de uma pirâmide é a recomendação para indicar novos membros. As pirâmides sobrevivem da adesão de novos membros que geram mais riquezas para os seus fundadores.



0 comentário