Geração Z e Investimentos: projeto quer formar novos investidores de sucesso em São José

Parceria da Monte Bravo com o Colégio Planck dá início às atividades de Gestão Financeira

A Monte Bravo de São José dos Campos e o Colégio Planck fecharam uma parceria para levar aos estudantes do ensino médio conhecimentos sobre educação financeira, planejamento orçamentário, mercado de investimentos e como funciona a economia brasileira na prática. As aulas terão início na próxima quarta-feira (9) e seguem durante todo ano letivo.

A disciplina eletiva Gestão Financeira quer despertar nos estudantes, de 15 a 17 anos, a importância de desenvolver uma consciência e inteligência financeira para lidar com as próprias economias de forma estratégica a longo prazo.


As aulas incluem abordagens sobre as opções de investimentos de renda fixa e variável, as possibilidades de aplicação no exterior, o papel da taxa de juros, o sistema financeiro do país, previdência privada, seguro de vida como forma de investimento, reservatórios de dinheiro e criptomoedas, entre outros temas.


O objetivo da parceria da Monte Bravo com o Colégio Planck é compartilhar com os alunos as boas práticas orçamentárias, gestão de dinheiro, técnicas para o controle financeiro, regras e limites para gastar, consumo consciente para ter uma vida financeira mais saudável, segundo o assessor de investimentos da Monte Bravo, Breno Andrade.


“De imediato vamos passar os conceitos básicos de economia, do mercado financeiro, os primeiros passos para investir e como realizar um planejamento financeiro. Será um encontro de uma hora e quarenta por semana. O nosso plano é realizar atividades práticas e visitas às empresas de investimentos como a Monte Bravo e até a Bolsa de Valores, além de levar profissionais da área para falar sobre suas experiências no mercado”, afirmou.


Breno vai contar com a participação de outros três assessores de investimentos da Monte Bravo -- Elder Magalhães, Guilherme Pontes Basso e Robson de Almeida Campos. Juntos, os quatro profissionais estarão em contato com os alunos semanalmente para o desenvolvimento de atividades.


“É preciso falar com os estudantes sobre a ideia de que para ter independência financeira é necessário gastar menos do que recebe, ter metas a curto, a médio e a longo prazo, respeitar a paciência para poupar o dinheiro e ter disciplina para não gastar com desejos secundários”, disse. “Aprender gestão financeira desde cedo faz com que os estudantes administrem melhor o próprio dinheiro, passem a planejar metas para o futuro e fiquem preparados para lidar com a vida adulta”, concluiu.



0 comentário