Saiba como combater e tratar o tártaro

O tártaro não só prejudica a saúde dos dentes e gengiva, mas absorve manchas com mais facilidade



O jeito inadequado na hora de escovar os dentes pode causar diversos danos para a saúde bucal. Um dos problemas mais recorrentes é a formação de placa bacteriana calcificada, mais conhecida como tártaro, que não só prejudica os dentes e a gengiva, mas também provoca mudanças estéticas.


O procedimento para combater o problema consiste na remoção da placa bacteriana calcificada, deixando o dente liso e polido, evitando sangramento e devolvendo a saúde periodontal ao paciente, segundo o cirurgião dentista da Orthopride de Caraguatatuba, Anderson Brasil.


Ele explicou que o tártaro não só prejudica a saúde dos dentes e gengiva, mas absorve manchas com mais facilidade. Com a escovação errada, a boca fica com restos de alimentos, que contribuem para a formação da placa de bactérias. E com o passar do tempo, se os resíduos não forem devidamente removidos, endurecem e se calcificam dando origem ao problema.


Mas, afinal, como o tártaro pode prejudicar a saúde da boca e como podemos minimizar os impactos estéticos?


O especialista explicou que a primeira consequência é a gengivite, uma inflamação mais superficial e que pode evoluir para uma periodontite, colocando em risco os tecidos de sustentação dos dentes como o ligamento periodontal e o tecido ósseo. O tratamento deve ser feito por um profissional em consultório com instrumentos adequados para a realização do procedimento conhecido como “raspagem”.


“Ente as dicas recomendadas para evitar a formação do tártaro além de uma escovação correta, são a utilização de um creme dental anti tártaro e o uso do fio dental para a redução da formação da placa bacteriana”, contou. “Outro ponto importante é ficar atento ao sinal mais comum. Se você perceber uma cor marrom ou amarela nos dentes na região próxima à gengiva deve marcar uma consulta urgente”, concluiu.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo